sábado, 26 de fevereiro de 2011

eu sonhei com um abraço teu
e nesse sonho, eu fui me perdendo
(me desprendendo)
da realidade.
sonhei que tinha asas,
mas não sabia voar.
caí em um espectral infinito
em que procuro,
desesperadamente,
por apenas uma alma
que possa me salvar.
tudo é tão incerto,
mas tento.
mais uma vez,
eu erro.
decido seguir meu caminho,
perdido em um mundo em que
minhas asas são muito pesadas para sair do chão.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

perdeu-se



a menina dos óculos escuros anda
pelos corredores, está perdida
"olhos vazios", as paredes sussurram
ela parece não se importar
mas foge, não gosta de não ter alma
as portas da igreja se fecham, mas
os anjos continuam a cantar